Como montar um plano de negócios em 5 passos?

plano de negócios

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Você sabe o que é um plano de negócios e por que ele é tão importante para qualquer empresa?

A velocidade de mudanças na tecnologia abre portas todos os dias para empreendedores. De acordo com pesquisas realizadas pela Entrepreneurship Monitor, em 2020, ano em que se iniciou a pandemia, pouco mais de 24% da população brasileira estava em vias de abrir um negócio nos últimos 3 anos. 

Este número superou até mesmo os Estados Unidos, cuja taxa girou em torno de 17%. Seja por necessidade ou não, o fato é que ao mesmo passo que tantas empresas são abertas no Brasil em tão pouco tempo, tantas outras declaram falência de forma rápida.

E por que isso acontece? De acordo com a SEBRAE, um estudo feito em 2014 apontou que pelo menos 55% dos empresários brasileiros não elaboraram um plano de negócios antes de abrir a empresa.

O plano de negócios é uma ferramenta fundamental para que o empreendedor entenda de forma profunda sobre o próprio negócio, o mercado em que quer atuar e para que possa ter insights que, inclusive, podem direcionar os planos iniciais para um caminho totalmente diferente.

Afinal, o que é um plano de negócios? 

O plano de negócios nada mais é do que um documento redigido pelo empreendedor e seus sócios, cujo principal objetivo é descrever o propósito da empresa, os passos que devem ser dados para alcançar as metas e a viabilidade de executar os projetos.

Quando falamos sobre viabilidade de execução, consideramos vários aspectos, como o estratégico, operacional, financeiro e mercadológico. Em suma, o plano de negócios funciona como um mapa, que mostrará ao empreendedor o melhor caminho a ser percorrido para que a empresa prospere. 

Um ponto de atenção: o plano de negócios não se resume a um documento cheio de ideias e especulações. Ele deve ser elaborado após muita pesquisa, análise mercadológica baseada em informações e dados reais que serão fundamentais no momento de criar um empreendimento.

Isso porque todo negócio de sucesso sempre começa com um bom plano. Se você já teve uma ideia para empreender, e já identificou a oportunidade, após ter decidido que era hora de levar o projeto adiante, é melhor entender a viabilidade antes de colocar o próprio dinheiro em jogo, concorda? 

Sendo assim, um plano de negócios atua como um instrumento de planejamento, de modo que o empreendedor possa ter uma ideia palpável de como o seu negócio vai funcionar dentro do contexto de mercado em que está inserido, bem como dos investimentos que serão necessários, questões técnicas, retorno financeiro esperado, e outros.

serão necessários, questões técnicas, retorno financeiro esperado, e outros.

Como fazer um plano de negócios em 5 passos

plano de negócios

Agora que você entendeu porque um plano de negócios deve ser elaborado, é hora de compreender na prática como fazer o seu próprio. Para tanto, separamos 5 tópicos fundamentais:

  • Sumário executivo;
  • Análise de mercado;
  • Plano de marketing;
  • Plano operacional;
  • E o plano financeiro. 

1- Sumário executivo

Todo plano de negócio precisa partir de algum lugar, e neste caso, é o sumário executivo. Nele, você precisará pontuar de forma resumida as informações mais importantes sobre o seu empreendimento. Inclua, por exemplo:

  • Uma breve descrição da sua empresa e como ela vai se diferenciar da concorrência;
  • A sua missão;
  • O perfil esperado dos empreendedores e colaboradores;
  • Produtos e serviços que serão oferecidos, além de como eles podem atender às necessidades do consumidor;
  • O perfil ideal do cliente;
  • A localização da empresa;
  • O total que será investido;
  • Enquadramento tributário.

Não se preocupe em escrever um texto grande. Você só precisa pontuar, de forma resumida, porém clara. Embora o sumário executivo seja a primeira parte do plano de negócios, o ideal é deixar para o final, já que após planejar todo o resto, você terá uma ideia melhor sobre o que deve e o que não deve incluir. 

2- Faça a análise de mercado para montar o seu plano de negócios

A segunda parte do seu plano de negócios deve ser composta pela análise mercadológica. Isto é, você deve entender quem são os clientes, como a concorrência atua e de que modo você pretende trabalhar com os seus fornecedores. Você ainda precisará analisar diferentes tópicos, como:

  • Segmentação de clientes: entender o perfil do seu cliente e coletar informações, como faixa etária, gênero, escolaridade, estado civil, interesses, onde compram e o que compram, com qual frequência, canais de pesquisa, etc.;
  • Análise de concorrência: entender quem são os concorrentes, quais estratégias eles utilizam, entender o que fazer e o que não fazer, a qualidade dos produtos e serviços que estão sendo oferecidos, os preços, como é o atendimento, as condições de pagamentos, descontos e promoções, o que faz com que os clientes comprem da concorrência, e qual o seu diferencial;
  • Análise de fornecedores: por fim, é necessário estudar quem são os fornecedores, o que a sua empresa vai precisar, a quantidade mínima de cada pedido, quais oferecem os melhores preços e melhores condições de pagamentos, prazos de entrega, localização, entre outros.

3- Plano de marketing

plano de negócios

A terceira etapa de um bom plano de negócios é o planejamento de marketing. É nesta etapa que você deve preencher todas as informações sobre os seus produtos de forma minuciosa. 

Não economize na hora de descrever as informações, desde cores, propósito, marca, rótulo, tamanho e, claro, a estratégia que você pretende utilizar para vender o produto. Algumas respostas são fundamentais, como:

  • Do que se trata o produto e como ele pode ser descrito?
  • A qualidade está condizente com o preço?
  • Qual é o diferencial e por que ele se destaca?
  • Qual é o comportamento de compra dos clientes?
  • Qual será o percurso que o produto fará para chegar até o cliente?
  • Haverá entrega?
  • Ele será vendido em uma loja física ou virtual?
  • E o que fazer para que o cliente saiba da existência do produto?

4- Plano operacional

O quarto passo do plano de negócios é o plano operacional. É nesta parte que você deverá descrever a forma como seu empreendimento vai funcionar. Para tanto, será necessário incluir os passos para a prestação de serviços e venda de produtos.

Resumidamente, você deve saber quanto conseguirá vender dentro de determinado período. Descreva no documento do plano de negócios informações como a quantidade e qualificação dos colaboradores, materiais necessários para aumentar a produtividade, disponibilidade de produtos, prazos de fornecedores, entre outros. 

Aproveite também para incluir informações referentes à sua loja, caso pense em abrir um ponto físico além de uma loja virtual. Será necessário ainda incluir a distribuição de gôndolas e departamentos, caso seja um comércio. 

Uma dica que pode ajudar é incluir um desenho do ambiente físico, pois será mais fácil entender e visualizar algumas coisas. Se você tiver budget para isso, o ideal é deixar nas mãos de um arquiteto, que poderá auxiliar de modo profissional. 

5- Plano financeiro para um plano de negócios

plano de negócios

Por fim, chegamos à última etapa do planejamento, que é o financeiro. Agora que você já sabe que o seu empreendimento tem espaço no mercado, é preciso pensar sobre o seu capital. 

Para montar um plano financeiro, você deverá incluir várias informações, como gastos, capital de giro e investimentos. É muito importante que você saiba diferenciar o que é investimento de gasto e despesa.

Para começar a criar o seu plano financeiro, comece a listar tudo o que já foi gasto, como equipamento, espaço físico, contratação de colaboradores, matéria prima, hospedagem de um site, loja online, marketing, etc.

Você deve descrever literalmente cada centavo que foi gasto a fim de ter uma noção real do investimento total da sua empresa. Listar investimentos fixos, bens materiais, capital de giro, investimentos pré-operacionais e gastos será fundamental para manter a boa saúde financeira da sua empresa.

Por outro lado, se você não souber tudo o que já foi gasto em detalhes, não tem problema. Por enquanto, você trabalhará com estimativas. O ideal é que esteja sempre o mais próximo da realidade, mas se algo fugir um pouco, não há motivos para se desesperar.

Conclusão

Agora o seu plano de negócios já tem uma estrutura, e você pode trabalhar com uma pequena margem de erro para diferentes cenários possíveis! 

Crie algumas simulações em bons e maus cenários para a sua empresa, tanto de prosperidade quanto de prejuízo. Desse modo, será mais fácil se preparar para situações adversas quando elas chegarem.

E elas chegam. Afinal, o risco é inerente ao empreendedorismo, mas nem por isso você deve desistir. Use a sua persistência, criatividade e inovação. Entenda a fundo o seu mercado, o perfil dos seus clientes e concorrentes, e você estará sempre um passo à frente para ter um empreendimento de sucesso. 

E para fechar, avalie a estruturação do seu plano de negócios. Se ele estiver completo e as informações estiverem claras, considere se vale a pena se arriscar para abrir uma empresa. E se a resposta for sim, vá em frente!

Você sabia que começar um novo empreendimento em um coworking pode ser uma ótima solução para economizar dinheiro, especialmente se estiver nos estágios iniciais da sua empresa?

Ao invés de gastar com o aluguel de uma sala comercial, comprar equipamentos e arcar com vários impostos, já pensou em ter tudo isso pronto em um local planejado, preparado para você chegar e trabalhar? 

Clique aqui e entenda porque o trabalho híbrido em um coworking será uma tendência cada vez mais forte no futuro.

Mais artigos

LOCAÇÃO DE SALAS

Na SMART Escritórios inteligentes, em nossos ambientes de coworking, temos resultados reais de clientes que já economizam 90% em custos para sua empresa.

/ ESCOLHA SMART E TENHA OS MENORES CUSTOS

Salas Alto Padrão

Contratação online, sem burocracia

Localização Estratégica

Capacidade para até 150 pessoas

Projetor | TV LED

Café, chá e água à vontade

Ar Condicionado

Rede Wi-FI com link dedicado

ENDEREÇO FISCAL

Com o SMART FISCAL, temos resultados reais de clientes que já economizam mais de R$ 4.000,00 por mês em custos para sua empresa.

/ ESCOLHA SMART E TENHA OS MENORES CUSTOS

Adesão 100% Online

Endereço Fiscal/Comercial

Gestão de Correspondências

Descontos

Localização Estratégica

Escritórios de Alto Padrão

Clube de Vantagens

Sem Mais Taxas

COWORKING

Inaugurada em 2014, a SMART Escritórios Inteligentes foi criada com
o propósito de democratizar o acesso a escritórios executivos de alto
padrão, com planos acessíveis e agilidade na contratação.

/ ESCOLHA SMART E TENHA OS MENORES CUSTOS

Adesão 100% Online

Endereço Fiscal/Comercial

Gestão de Correspondências

Descontos de 20%, 40% e 70%

Localização Estratégica

Escritórios de Alto Padrão

App Smart

Sem Mais Taxas